cartografia urbana em construção: apresentação

A possibilidade de pensar e entender a existência de formas de produção da cidade que fujam a lógica dominante da subjetividade capitalística[1] é o que move este projeto. Trata-se de voltar o olhar para outras possibilidades, outros caminhos, outras iniciativas, outras dinâmicas existentes tomando como ponto de partida iniciativas e ações que acontecem na escala do cotidian

A possibilidade de pensar e entender a existência de formas de produção da cidade que fujam a lógica dominante da subjetividade capitalística[1] é o que move este projeto. Trata-se de voltar o olhar para outras possibilidades, outros caminhos, outras iniciativas, outras dinâmicas existentes tomando como ponto de partida iniciativas e ações que acontecem na escala do cotidian